Etiquetas

domingo, 9 de julho de 2017

AMARANTINA - QUANDO UMA RUA CONQUISTA A SUA CIDADE


No centro histórico de Amarante há uma rua com identidade própria, com vida, com alma, com vontade fazer e de acontecer.
A rua Miguel Bombarda, mais conhecida entre os amarantinos pela Rua da Antiga Cadeia transforma-se no dia 8 de Julho no epicentro de uma cidade com vontade de celebrar o seu Dia Municipal.


No dia da cidade, os moradores desta rua embelezam as fachadas das suas casas, abrem as portas e convidam vizinhos, amigos, amarantinos de nascimento ou de afeição, de dentro e fora da cidade à festa, ao convívio, à amizade.
Cada porta tem as suas propostas culturais para apresentar. A meio da tarde já se sente a música a tomar conta do espaço e começam as primeiras atividades.

A Gatilho, associação cultural dinâmica, mora na Porta 43 e trouxe Valter Hugo Mãe e uma legião de fãs para falar do seu mais recente livro, “Homens Imprudentemente Poéticos”.
Ao lado, no largo de São Pedro, a banda ensaiava os primeiros acordes de músicas conhecidas, enquanto na Tasquinha do Costa já se aquecia o estômago e regava a boca. Rua abaixo, rua acima, descontraidamente, ia sendo surpreendido por um grupo de canto, um pequeno concerto de violino ou um outro de piano.

No até Jazz, afinavam-se violas e vozes para a noite, ao sabor de umas inebriantes minis e algumas gargalhadas.
A festa durou até às primeiras horas da madrugada, mostrando quanto a alma de uma pequena cidade como Amarante ainda se faz da generosidade, da alegria e iniciativa dos seus habitantes. Uma lição que uma rua dá à sua cidade.

GAVB

Sem comentários:

Enviar um comentário